Os primeiros meses em Berlim

Christmas market Berlin

Em fevereiro completei os meus seis primeiros meses em Berlim. Os primeiros meses numa cidade nova e ainda mais num país novo são geralmente os mais difíceis. Tem toda a parte de encontrar um lugar para morar, fazer a mudança em si, começar no novo emprego, aprender um novo idioma e por aí vai. No meu caso, foi tudo isso com o detalhe de que, no meu tempo livre, eu tinha uma tese de doutorado para terminar de escrever nos meus dois primeiros meses em Berlim.

Cheguei no final do verão, mais ou menos na metade de agosto, e comecei a organizar o que era necessário. Encontrei um apartamento mobiliado para alugar temporariamente no Berlin Home Company, me registrei na cidade (é obrigatório e necessário para todas as outras coisas que você precisa fazer), abri conta no banco, me registrei no serviço de imigrantes para ter meu cartão/permissão de residência (odeio aquele lugar) e comecei a procurar um apartamento não mobiliado para morar depois. Vendo a lista agora até parece que foi fácil, mas a verdade é que foram uns dois meses meio complicados, ainda mais falando muito pouco de alemão e com a tese para terminar.

Cada item resolvido foi uma vitória e tirei duas tardes da primeira semana lá, antes de começar a trabalhar, para passear um pouco por Berlim e Potsdam, já que os dias estavam lindos e quentes.

 

Sanssouci_Potsdam

Parque Sanssouci em Potsdam no verão.

Na metade de outubro eu finalmente terminei e submeti minha tese de doutorado e tudo ficou melhor e mais leve. O outono chegou e com ele as paisagens lindas nos parques. É um período do ano muito bonito, as cores das árvores são encantadoras, mas os dias também começam a ficar mais frios e mais curtos (o pior) e você sabe que em breve as horas de sol serão preciosas.

 

Rudower_Hoehe

Rudower Höhe no outono.

 Depois da mudança para o apartamento novo, no final de outubro e início de novembro, tudo começou a entrar realmente nos eixos. Meu marido encontrou um lugar para jogar squash e, logo depois, outro lugar para jogar tênis. Comecei a estudar alemão e no final de novembro começou a melhor parte do inverno: a época das feiras de Natal. São várias feiras de Natal espalhadas pela cidade e eu visitava uma diferente todo sábado, sempre para comer, tomar Glühwein e entrar no clima de Natal.

 

Christmas market Berlin-2

Feira de Natal na Gendarmenmarkt.

Christmas market Berlin-1

Glühwein na feira de Natal na Alexanderplatz.

 

Christmas market Berlin-3

Champignons na feira de Natal.

Eu diria que, no geral, os primeiros seis meses em Berlim foram difíceis, mas ainda assim bons. Estou mais acostumada à cidade, aprendendo o idioma mais devagar do que gostaria e me acostumando às pessoas. Tenho a impressão de que o processo de adaptação tem sido mais devagar do que na Holanda, talvez porque lá eu morava numa cidade pequena e convivia com um grupo mais diversificado e aberto a novas pessoas. Em Berlim, mesmo depois de seis meses ainda não posso considerar que tenho amigos e isso não aconteceu na Holanda. É uma fase diferente agora, mas que tem melhorado a cada mês.

Rumo aos próximos meses!

 

10 Comment

  1. Mara Regina says: Reply

    Olá Aline!
    Acredito mesmo que os primeiros meses em Berlim não tenham sido nada fáceis, ainda mais depois de conhecer Wageningen e ter me apaixonar pela cidade.Não é fácil mudar de país, de cidade, de idioma, de trabalho, etc….
    O importante é que apesar de difícil esses meses foram bons, as coisas se ajeitaram e tudo foi dando certo.
    Vocês moram numa região linda de Berlim e tudo ficará melhor ainda. É só uma questão de tempo.E que venham os próximos meses, que venha a primavera trazendo o colorido , o perfume das flores e muitas felicidades à vida de vocês em Berlim.
    Sejam felizes!
    Beijo,
    Mãe Mara

    1. Aline says: Reply

      Oi, mãe!
      É verdade, moramos agora numa região linda da cidade e boa de morar também. Os primeiros meses foram difíceis mesmo, mas agora só está melhorando.
      Beijo

  2. Isa says: Reply

    Que belas fotos deixou aqui, Aline.
    Elas convidam a uma visita, realmente.
    Uma das coisas, para mim, mais difíceis seria a língua.
    Acho-a muito difícil e um tanto “áspera”…
    Toda a mudança tem o seu quê e pede muito trabalho.
    Votos de muitas Felicidades nessa nova cidade.
    Beijo.
    isa.

    1. Aline says: Reply

      Oi, Isa! Obrigada!
      A língua também é ainda uma das coisas mais difíceis para mim. Soa realmente muito “áspera” e é bem difícil de aprender. Ainda recorro muito ao inglês.
      Beijo

  3. Andrade says: Reply

    Sim senhora……,vais de vento em popa…..O Blog está a ficar lindo e apetitoso.
    Bom de ver e levezinho para não pesar……Compreendes….???
    Esta vai ser a maneira de eu viajar, já que ‘in loco’….vai ser dificílimo….
    Vai mandando umas receitas fáceis e saborosas….hihihi…..
    Te cuida e sempre que precisares de nós…..não te encolhas…
    Um abraço para o Cezary e um grande beijo para ti.

    1. Aline says: Reply

      Obrigada, Zé!
      É muito bom saber que o blog está leve e bom de ver. Vou tentar postar mais receitas fáceis e saborosas. Preciso testar receitas novas.
      Beijo!

  4. Lusimar Costódio says: Reply

    Adorei teu Blog Aline !!! Que ótimo escrever sobre as impressões de uma nova vida…uma nova cultura …uma nova língua. Estou muito feliz por estares na Alemanha…e em Berlin …natürlich !!! Lembras quando eu te contava como era minha vida ai…das dificuldades que eu tive na língua alemã….mas que eu adorei tudo e todos…e sentia (e sinto até hoje) muitas saudades. Fique tranquila logo…logo…estarás dominando o alemão…ganz sicher !!! Geniess die Zeit meine liebe ! Curta bastante ! beijos para você e Cezary. Liebe Grüsse aus Brusque 🙂

    1. Aline says: Reply

      Lembro sim, Lusi! Estou muito feliz também. As aulas de alemão que tive contigo me ajudaram MUITO e eu fico surpresa sobre o quanto eu ainda lembro, apesar de fazer tanto tempo. Pude começar o meu curso direto no mesmo nível do Cezary depois de ele ter feito 2 meses de um curso super intensivo. Mas para mim falar ainda é muito difícil. Logo, logo eu chego lá 🙂 E que bom que você gostou do blog!
      Beijo

  5. Ana says: Reply

    Oi Aline! Que bom saber que as coisas estão se ajeitando. Eu já passei por isso e sei como tudo é mais complicado nos primeiros meses. Especialmente por causa da língua. Mas com o tempo a gente acaba encontrando lugar pra tudo e as coisas tomam um rumo mais leve. Torço pelo teu progresso em aprender alemão, que é o mais essencial pra nós que encaramos o desafio de morar aqui.
    Estou adorando o teu modo de escrever. Vejo que teu blog tem sentimentos e nesse ponto devo dizer que temos isso a mais em comum.
    Se cuida!

    1. Aline says: Reply

      Que bom que você está gostando! Fico muito feliz.
      Aprender alemão é essencial mesmo. Espero chegar num nível decente logo 🙂

Leave a Reply